O preço da predação

Por: ELIO GASPARI; na FOLHA DE SÃO PAULO.
No Haiti, o coronel de ‘Avatar’ prevaleceu
“Uma ilha, dois países, duas maneiras de lidar com a natureza e o preço da predação

POR TRÁS DA TRAGÉDIA haitiana há um secular desastre ambiental, preço que a natureza cobra aos predadores. Algo como se um coronel-fazendeiro Quatrich tivesse derrotado os Na’vi da terra de Pandora do filme “Avatar”. A ilha, que se chamava Hispaniola, era partilhada a oeste pelo Haiti, com poucas terras férteis, e a leste pela República Dominicana e seu vales. Até o início do século 19, a França tirava da agricultura haitiana 25% da sua riqueza.
A riqueza vinha da escravidão, do café, da cana e do desmatamento. Do outro lado da ilha, a banda fértil foi menosprezada pelos espanhóis. Em 1804, derrotados por uma rebelião negra, os franceses foram embora do Haiti, as terras foram divididas e a pequena propriedade derrubou a produtividade da agricultura. Na Dominicana, a partir da segunda metade do 19 estimulou-se a imigração europeia. Mesmo assim, enquanto os haitianos mataram 20 dos 21 presidentes entre 1843 e 1915, os dominicanos tiveram 50 presidentes e 30 revoluções entre 1844 e 1930.
No século passado, os dois países tiveram ditadores larápios e assassinos. O haitiano François Duvalier era um médico pós-graduado nos Estados Unidos que pouco ligava para a modernização de sua terra. O dominicano Rafael Trujillo tinha pouca educação, mas foi na direção oposta.
A República Dominicana começou a preservar suas florestas em 1930. Trujillo e seu sucessor tomaram para si o monopólio do desmatamento, reprimiram a concorrência e expulsaram centenas de milhares de lavradores de suas roças. Hoje, 32% do território do país é ocupado por 74 reservas ambientais. No Haiti os parques são quatro e estão encolhendo. A renda per capita de um dominicano está em US$ 7.400, e a do haitiano vale US$ 1.300. (A do brasileiro é de US$ 9.400.)
(As informações deste texto saíram do esplêndido livro “Colapso”, do geógrafo Jared Diamond.)”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s